segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Brincadeiras de criança

 
As professoras da Educação Infantil, poderão aproveitar a letra dessa música para levarem os alunos a produzirem uma lista de brincadeiras que gostariam de estar realizando durante a semana. Ou ainda, que cada aluno crie um desenho para demonstrar qual é sua brincadeira preferida. Podemos propor mais um item para a aula: numa aula de roda de conversa, cada criança  poderá apresentar seu desenho e explicar como é feita a brincadeira. Se a professora achar que a apresentação de todas as  crianças no mesmo dia possa ser cansativa, ela poderá dividir as crianças em vários grupos e cada grupo apresentaria em um determinado dia. 
Várias outras atividades poderiam decorrer a partir daí... basta soltar a imaginação.

Carneirinho Carneirão

Samba Lelê

domingo, 30 de agosto de 2009

Cantigas de rodas - A origem






Cantigas de rodacirandas ou brincadeiras de roda são brincadeiras infantis, onde tipicamente as crianças formam uma roda de mãos dadas e cantam melodias folcloricas, podendo executar ou não coreografias acerca da letra da música. É uma grande expressão folclórica e acredita-se que pode ter origem em músicas modificadas de um autor popular ou nascido anonimamente na população. São melodias simples, tonais, com âmbito geralmente de uma oitava e sem modulações. O compasso mais utilizado é o binário, porém não raramente também o ternário e o quaternário. Entre as cantigas de roda mais conhecidas estão Roda piãoEscravos de JóRosa juvenilSapo CururuO cravo e a rosa e Atirei o pau no gato.
Cantigas de Roda são um tipo de canção popular que são relacionadas às brincadeiras de roda. Nesse sentido carregam um melodia de ritmo limpo e rápido, favorecendo a imediata assimilação.Estão incluídas nas tradições orais em inúmeras culturas. No Brasil, fazem parte do folclore brasileiro, incorporando elementos das culturas africana, europeia (principalmente portuguesa e espanhola) e índia.Na matriz cultural brasileira tem um característica interessante que é autoria coletiva (ou anônima) pelo fato de serem passadas de geração à geração. Atreladas ao ato de brincar, consistem em formar um grupo com várias crianças (ou adultos), dar as mãos e cantar uma música com características próprias, como melodia e ritmo equivalentes à cultura local, letras de fácil compreensão, temas referentes à realidade da criança ou ao seu imáginário e geralmente com coreografias. As cantigas hoje conhecidas no Brasil têm origem europeia, mais especificamente de Portugal e Espanha.As cantigas de roda são de extrema importância para a cultura de um país. Através delas dá-se a conhecer costumes, cotidiano das pessoas, festas típicas do local, comidas, brincadeiras, paisagem , crenças,etc. .
Fonte: Wikypedia

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Poema - A festa da primavera



vogel069.gif (7245 bytes)






A festa da primavera


Inquietos passarinhos
construindo seus ninhos
pois,logo virão os filhotinhos


Flores por toda parte
cada cantinho é uma obra de arte.


Nos jardins, vaidosas rosas
abrem ao sol as pétalas formosas,
enquanto as tranquilas violetas,
esperam os beijos das borboletas.


Sons, luzes e cores
Os bichinhos e seus amores
E toda a floresta
se transforma numa grande festa.


O poema é da Regina e o Gif é do site maniagif
Atividades aqui

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Parlendas e trava-línguas 2

Olha o sapo dentro do saco

O saco com o sapo dentro,
O sapo batendo papo
E o papo soltando o vento.

#
Disseram que na minha rua

Tem paralelepípedo feito
De paralelogramos.
Seis paralelogramos
Tem um paralelepípedo.
Mil paralelepípedos
Tem uma paralelepípedovia.
Uma paralelepípedovia
Tem mil paralelogramos.
Então uma paralelepípedovia
É uma paralelogramolândia?
#Lalá, Lelé e Lili

E suas filhas,
Lalalá, Lelelé e Lilili
E suas netas
Lalelá, Lelalé e LeLali
E suas bisnetas
Lilelá, Lalilé e Lelali
E suas tataranetas
Laleli, Lilalé e Lelilá
cantavam em coro
LALALALALALALALÁ.

#
Não confunda

Ornitorrinco com
Otorrinolaringologista,
Ornitorrinco com ornitologista,
Ornitologista com
Otorrinolaringologista,
Porque ornitorrinco
É ornitorrinco,
Ornitologista é ornitologista
E otorrinolaringologista é
Otorrinolaringologista.
#

Larga a tia, largatixa!
Lagartixa, larga a tia!
Só no dia que sua tia
Chamar largatixa
de lagartinha!
#
Se cada um vai a casa de cada um
é porque cada um quer que cada um lá vá.
Porque se cada um não fosse a casa de cada um
é porque cada um não queria que cada um fôsse lá.

#
O tempo perguntou pro tempo

quanto tempo o tempo tem.
O tempo respondeu pro tempo
que o tempo tem tanto tempo
#
O que é que Cacá quer?
Cacá quer caqui.
Qual caqui que Cacá quer?
Cacá quer qualquer caqui.
#

Cadê o toucinho que estava aqui?
O rato comeu.
Cadê o rato?
O gato comeu.
Cadê o gato?
Foi para o mato!
Cadê o mato?
O fogo apagou.
Cadê o fogo?
A água secou.
Cadê a água?
O boi bebeu!
Cadê o boi?
Esta moendo o trigo.
Cadê o trigo?
O padre comeu.
Cadê o padre?
Esta rezando a missa.
Cadê a missa?
A missa acabou!
#
Uni, duni, tê
Salamê minguê
O sorvete é colorê
O escolhido foi você!
#
Senhora senhorita entre!
Senhora senhorita põe a mão no chão.
Senhora senhorita pule macarrão!
#
Olha o sapo dentro do saco
O saco com o sapo dentro,
O sapo batendo papo
E o papo soltando o vento.
#

O que está na varanda?
Uma fita de ganga
O que está na panela?
Uma fita amarela
O que está no poço?
Uma casca de tremoço
O que está no telhado?
Um gato malhado
O que está na chaminé?
Uma caixa de rapé
O que está na rua?
Uma espada nua
O que está atrás da porta
Uma vara torta
O que está no ninho?
Um passarinho
Deixa-o no morno
Dá-lhe pãozinho
#
Este diz: quero pão
este diz: que não há
este diz: que Deus dará
este diz: que furtará
este diz: alto lá
#
Se eu soubesse escrever na água
como sei escrever na arei
a
escreveria o seu nome
no sangue da minha veia
!
Fonte: site da Alzira Zulmira



Parlendas e trava-línguas

Parlendas e trava-línguas
1
Um ninho de mafagafos
Cheio de mafagafinhos
Quem desmafagafar o ninho de mafagafos
Bom desmafagafador será.
2
O rato roeu a roupa do rei de Roma.
3
Hoje é domingo, pé de cachimbo
O cachimbo é de barro
Bateu do jarro
O jarro é de ouro
Bateu no touro
O touro é valente
Bate na gente
A gente é fraco
Cai no buraco
O buraco é fundo
Acabou-se o mundo.
4
Uni dune tê
Salamê minguê
Um sorvete colorê
O escolhido foi você
5
La debaixo da pipa tem um pinto
quando o pinto pia, a pipa pinga
quando a pipa pinga, o pinto pia
quando o pinto pia, a pipa pinga
quando a pipa pinga, o pinto pia...
6
O doce perguntou pro doce
Qual era o doce mais doce
O doce respondeu pro doce
Que o doce que era mais doce
Era o doce da batata doce.
8
Ze prequeté
tira bicho do pé
pra comer com café.
-Não faça isso, José,
o pé tem chulé.
9
Lá em cima do piano
tinha um copo de veneno
quem bebeu morreu
o escolhido vai ser eu
10

Um dois
feijão com arroz
três quatro
feijão no prato
cinco seis
falar em francês
sete oito
comer o biscoito
nove dez
comer pastéis

domingo, 16 de agosto de 2009

Folclore - mula sem cabeça

A MULA-SEM-CABEÇA

Mula-sem-cabeça é uma lenda do folcore brasileiro, a sua origem é desconhecida, mas bastante evidenciada em todo Brasil.
A mula é literalmente uma mula sem cabeça e que solta fogo pelo pescoço, local onde deveria estar sua cabeça, possui em seus cascos, ferraduras que são de prata ou de aço e apresentam coloração marrom ou preta.
Segundo alguns pesquisadores, apesar de ter origem desconhecida, a lenda fez parte da cultura da população que vivia sobre o domínio da Igreja Católica.

Segundo a lenda, qualquer mulher que namorasse um padre seria transformada em um monstro, desta forma as mulheres deveriam ver os padres como uma espécie de “santo” e não como homem, se cometessem qualquer pecado com o pensamento em um padre, acabariam se transformando em mula sem cabeça.
Segundo a lenda, o encanto somente pode ser quebrado se alguém tirar o freio de ferro que a mula sem cabeça carrega, assim surgirá uma mulher arrependida pelos seus “pecados”.

Folclore - saci pererê

Saci-Pererê

A Lenda do Saci data do fim do século XVIII. Durante a escravidão, as amas-secas e os caboclos-velhos assustavam as crianças com os relatos das travessuras dele. Seu nome no Brasil é de origem Tupi Guarani. Em muitas regiões do Brasil, o Saci é considerado um ser brincalhão enquanto que em outros lugares ele é visto como um ser maligno.
xxxx
É uma criança, um negrinho de uma perna só que fuma um cachimbo e usa na cabeça uma carapuça vermelha, que lhe dá poderes mágicos, como o de desaparecer e aparecer onde quiser. Existem 3 tipos de Sacis: O Pererê, que é pretinho; O Trique, moreno e brincalhão e o Saçurá, que tem olhos vermelhos, como tochas de fogo.
xxxx
Ele também se transforma numa ave chamada Mati-taperê, ou
Sem-fim, ouPeitica, como é conhecida no Nordeste, cujo canto melancólico, ecoa em todas as direções, não permitindo sua localização. Este pássaro é o mesmo que deu origem ao mito da Matinta-Pereira.
xxxx
A superstição popular faz dessa ave uma espécie de demônio, que pratica malefícios pelas estradas, enganando os viajantes com os timbres dispersos do seu canto, e fazendo-os perder o rumo, não conseguindo mais achar o caminho do volta para casa.



Colorir os planetas
































Agora vocês podem se divertir colorindo e conhecendo nosso sistema solar

Dia do folclore- monte uma sereia



Lenda das Sereias


Oguntê, Marabô
Caiala e Sobá
Oloxum, Ynaê
Janaina e Yemanjá
São rainhas do mar

Mar, misterioso mar
Que vem do horizonte
É o berço das sereias
Lendário e fascinante

Olha o canto da sereia
Ialaó, oquê, ialoá
Em noite de lua cheia
Ouço a sereia cantar
E o luar sorrindo
Então se encanta
Com as doces melodias
Os madrigais vão despertar

Ela mora no mar
Ela brinca na areia
No balanço das ondas
A paz, ela semeia
Ela mora no mar
Ela brinca na areia
No balanço das ondas
A paz, ela semeia
A paz, ela semeia
A paz, ela semeia

Oguntê, Marabô
Caiala e Sobá
Oloxum, Ynaê
Janaina e Yemanjá
São rainhas do mar.


Que tal caprichar na montagem dessa sereia? A ideia veio do blog Desenho Colorê. Pode ser enfeitatada com glitter e lantejoulas. Ouça a música aqui.

Bolsinha de papel

Essa bolsinha pode ser usada para várias situações. A ideia foi encontrada no blog desenhocolore

Datas comemorativas de agosto


O mês de agosto é rico em comemorações:

sábado, 15 de agosto de 2009

Poema contra a gripe suína






Um poeminha para ajudar nossos alunos a se defenderem da gripe suína.

POEMA CONTRA A GRIPE SUÍNA

Um dois três

Vou dizer para vocês

O que devem fazer

Para a gripe suína não atacar.

As mãozinhas vou lavar

e muito sabão passar.

Use o lenço de papel

Quando for tossir ou espirrar

E também para o nariz assoar.

Não divida com outras pessoas

Seus objetos pessoais.

Cada um com seu copo, prato e talher.

E o lanche do colega nunca abocanhar.

Nada de beijinhos e abracinhos,

Basta um bom tchauzinho.

Pare aí companheiro,

A um metro de distância

Vou com você conversar.

Matenha –se distante

De pessoas aglomeradas

Portas e janelas nunca devem estar trancadas

Alimente-se direitinho ,

siga os conselhos dos mais velhos

Se algum sintoma acontecer

Pro doutor devo correr.

Vamos formar um grupo poderoso

E esse vírus derrotar

Um dois três

O vírus não tem vez.

O poema é da Regina e a ilustração encontrei no blog da Equipe Maneira.

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Convite do Rei Leão


Ideia puxa ideia fiquei imaginando uma atividade que poderia ser um pouco mais elaborada. Seria uma verdadeira aula festiva.
  • Uma pessoa bateria à porta da sala trazendo o convite do rei leão. Um exemplo de convite está postado logo acima. Podem ser criados outros.
  • As crianças da sala seriam convocadas a ajudarem as zebras a se prepararem para a festa, isto é, nesse momento seriam feitas as zebras de dobraduras e as crianças as enfeitariam como achassem melhor.
  • Um cantinho da sala poderia ser enfeitado com árvores floridas ( Recanto Florido) e um pedaço de plástico azul no chão com peixinhos vermelhos acabaria de compor a cena. Acredito que tudo deveria ser feito com a ajuda das crianças.
  • Zebras prontas e o Recanto das Árvores Floridas bem ajeitadinho, as crianças seriam chamadas para animar a festa das zebras. Nesse momento ficaria muito legal maquiar as crianças com listas de zebras.
  • Opa! Estava me esquecendo é preciso confeccionar um boneco bem caprichado do rei leão que é o anfitrião da festa.
  • Zebras e leão reunidas, as crianças seriam convidadas a animar a festa com cantigas e brincadeiras .
  • Seria muito legal mesmo, nesse dia, combinar com as mães um lanche partilhado.
  • Tudo pronto, agora é só curtir bem a festa, tirar muitas fotos que poderiam ser arrumadas em um mural.
  • Daí por diante é com você, professora...

Dobradura - zebra


Esta dobradura engraçadinha vem do blog Ideias Simples

Sugestões de Atividades:

Que tal fazer um mural com todas as zebras feitas pelos alunos e depois produzir um texto coletivo com o título: "O encontro das zebras" ?
Opa! Idéia puxa idéia. Acho que podemos incrementar mais essa atividade.


quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Objetivos Gerais da Educação Infantil






Objetivos gerais da Educação Infantil

A prática da educação infantil deve se organizar de modo que as crianças desenvolvam
as seguintes capacidades:

  • desenvolver uma imagem positiva de si, atuando de forma cada
vez mais independente, com confiança em suas capacidades e
percepção de suas limitações;
  • descobrir e conhecer progressivamente seu próprio corpo, suas
potencialidades e seus limites, desenvolvendo e valorizando
hábitos de cuidado com a própria saúde e bem-estar;
  • estabelecer vínculos afetivos e de troca com adultos e crianças,
fortalecendo sua auto-estima e ampliando gradativamente suas
possibilidades de comunicação e interação social;
  • estabelecer e ampliar cada vez mais as relações sociais,
aprendendo aos poucos a articular seus interesses e pontos de
vista com os demais, respeitando a diversidade e desenvolvendo
atitudes de ajuda e colaboração;
  • observar e explorar o ambiente com atitude de curiosidade,
percebendo-se cada vez mais como integrante, dependente e
agente transformador do meio ambiente e valorizando atitudes
que contribuam para sua conservação;
  • brincar, expressando emoções, sentimentos, pensamentos,
desejos e necessidades;
  • utilizar as diferentes linguagens (corporal, musical, plástica, oral
e escrita) ajustadas às diferentes intenções e situações de
comunicação, de forma a compreender e ser compreendido,
expressar suas idéias, sentimentos, necessidades e desejos e
avançar no seu processo de construção de significados,
enriquecendo cada vez mais sua capacidade expressiva;
  • conhecer algumas manifestações culturais, demonstrando
atitudes de interesse, respeito e participação frente a elas e
valorizando a diversidade.

Fonte: Referência Curricular Nacional para Educação Infantil- volume 1

domingo, 9 de agosto de 2009

Dia da Árvore

Sugestões de atividades:

  • O desenho pode ser usado como figura para colorir e ilustrar a comemoração do Dia da Árvore. A gravura poderá também ser trabalhada usando outros tipos de materiais como colagens de papéis coloridos, sementes, folhas secas, serragem colorida e misturada com cola, etc.
  • Pode ser usado ainda para uma produção coletiva de texto narrativo onde se estabelecerá um diálogo entre essas duas velhas árvores? O que nos teria para contar duas árvores tão antigas e com tantas experiências de vida? Solte a imaginação e construa uma bela história dialogada.
  • A história coletiva poderá ser apresentada de forma dramatizada nas comemorações do Dia da Árvore. Que tal belas fantasias de árvores inspiradas na gravura? Outros personagens também poderiam entrar nessa conversa.


Nova ortografia

Como todos já devem estar sabendo, entrou em vigor em 2009 a reforma ortográfica da nossa língua escrita, que somente será obrigatória em 2012. No entanto, é importante que nos acostumemos com as novas regras desde já, para estarmos totalmente preparados quando as mudanças entrarem em vigor.

Escrito por Douglas Tufano e publicado pela Editora Melhoramentos, o Guia Prático da Nova Ortografia é uma das melhores referências oficialmente lançadas que abordam o tema relativo às recentes mudanças ortográficas da língua portuguesa.

O Guia da nova ortografia.

sábado, 8 de agosto de 2009

Desenhos para colorir,primavera

Desenhos para colorir,primavera,produção de textos


Sugestões de atividades:
Professor/a, você poderá utilizar os desenhos abaixo para realizar várias atividades:
  • Poderão ser impressos para colorir, explorar o nome das cores, elementos que compõem a gravura, etc.
  • Para ilustrar uma aula sobre meio ambiente, estações do ano, etc.
  • Produção coletiva de textos. O/a professor/a, juntamente com a turma, poderão escrever uma produção de texto coletiva. O texto será do tipo narrativo, isto é, imaginarão uma história que poderia ter acontecido no local representado pela gravura escolhida







Desenhos para colorir-Primavera

terça-feira, 4 de agosto de 2009

Video sobre a influenza A

Veja um video sobre a influenza A apresentado pelo site do MEC

Gripe A ( H1N1)

INFLUENZA A (H1N1)

Influenza A (H1N1) é uma doença respiratória causada pelo vírus A. Devido a mutações no vírus e transmissão de pessoa a pessoa, principalmente por meio de tosse, espirro ou de secreções respiratórias de pessoas infectadas, o Ministério da Saúde traz um série de recomendações.

A ) Aos viajantes que se destinam às áreas afetadas:
• Usar máscaras cirúrgicas descartáveis durante toda a permanência em áreas afetadas.
Substituir as máscaras sempre que necessário.
• Ao tossir ou espirrar, cobrir o nariz e a boca com um lenço, preferencialmente descartável.
• Evitar locais com aglomeração de pessoas.
• Evitar o contato direto com pessoas doentes.
• Não compartilhar alimentos, copos, toalhas e objetos de uso pessoal.
• Evitar tocar olhos, nariz ou boca.
• Lavar as mãos frequentemente com água e sabão, especialmente depois de tossir ou espirrar.
• Em caso de adoecimento, procurar assistência médica e informar história de contato com doentes
e roteiro de viagens recentes às áreas afetadas.
• Não usar medicamentos sem orientação médica.
B ) Aos viajantes procedentes de áreas afetadas:
Viajantes procedentes, nos últimos 10 dias, de áreas com casos confirmados de influenza A (H1N1)
em humanos e que apresentem febre alta repentina, superior a 38ºC, acompanhada de tosse
e/ou dores de cabeça, musculares e nas articulações, devem:
• Procurar assistência médica na unidade de saúde mais próxima.
• Informar ao profissional de saúde o seu roteiro de viagem.
Para informações adicionais sobre medidas preventivas estabelecidas pelas autoridades de saúde das áreas afetadas, acesse:
INFLUENZA A (H1N1)
Outras informações:
Organização Pan-americana de Saúde (em espanhol)
http://new.paho.org/hq/index.php?lang=es
Organização Mundial da Saúde (em inglês)
http://www.who.int/csr/disease/swineflu/en/index.html